Não deixe de conferir:

Temporada do espetáculo teatral "O Rouxinol e a Rosa"

O grupo teatral A Ordem do Caos convida você para assistir à temporada do espetáculo O Rouxinol e a Rosa, no CEU Caminho do Mar. Com ...

18/02/2013

Nordeste: Terra onde o carnaval é pioneiro, mas o término dos festejos é derradeiro...

Por Junior Mattos

Muitos já devem ter ouvido falar em “carnaval antecipado” ou “carnaval prolongado” no nordeste. Pois bem, na região as celebrações duram muito mais tempo do que um simples fim de semana prolongado.

O carnaval nordestino é repleto de variações. Desde o maravilhoso frevo, das saídas de blocos de rua, do “Galo da Madrugada”, do boi-duro (bumba-meu-boi) e do tão admirável trio elétrico, que saúda uma displicente energia, onde muitos não encontram palavras para definir o contágio que lhes é causado. A emoção é incomparável, é fora do normal aos que conseguem ter o privilégio de presenciar essas dádivas que o Nordeste nos proporciona. Não é a toa que o carnaval nordestino ultrapassa no quesito de procura. Até mesmo dos tradicionais carnavais no sambódromo em São Paulo e Rio de Janeiro. Isso pode se provar por conta do setor de comércio e serviços, que é o que mais contrata nessa época, por conta da demanda gerada por turistas nas cidades.

Outra coisa que devemos considerar é que o carnaval soteropolitano é a maior festa popular do planeta, segundo o Guinness Book, e internacionalmente conhecido pelos desfiles de artistas famosos nos trios elétricos. Uma curiosidade que necessita que seja ressaltada é que o carnaval de Olinda é considerado o carnaval mais democrático do país, já que os foliões não precisam pagar para brincar, e conhecido por seus característicos Bonecos de Olinda, pelo ritmo do frevo e do maracatu, além de possuir o maior bloco carnavalesco do mundo, o Galo da Madrugada, citado acima.

A alegria de cada folião é notável no fascínio do olhar. Cada indivíduo que festeja um único dia da carnavalesca alegria tem o prazer de voltar mais e mais vezes às terras quentes, onde o sol demora a se por, e o aconchego da região é insubstituível. Não é a toa que o carnaval não se limita apenas ao mês de fevereiro, pois as micaretas (carnavais fora de época) são frequentes em todo solo nordestino; me atrevo até mesmo a citar algumas com maior destaque, dentre eles o "Carnatal" em Natal; o "Fortal" em Fortaleza; o "Pré-Caju" em Aracaju; a "Micareta de Feira" em Feira de Santana; "Marafolia" em São Luís; e a "Micarande" em Campina Grande. Há também o "bumba-meu-boi" em São Luís do Maranhão.

Portanto, uma bela dica é que todos se programem e experimentem no ano que vem o maravilhoso carnaval do Nordeste. Mais um conselho: vá com tempo, pois é necessário ir antes e só voltar depois que a folia acabou em todo o país.

Junior Mattos tem 19 anos, é formado em Gestão de Recursos Humanos, estudante de teatro e gosta de ler, escrever e participar de atividades culturais. Ele colabora com o AODC Notícias quinzenalmente, falando sempre sobre a cultura nordestina.