Não deixe de conferir:

Olha como vem: 12ª Mostra Cultural A Ordem do Caos abre inscrições

Demoramos mas estamos aqui, porque 2017 não poderia passar em branco sem a 12ª edição da nossa mostra cultural! Há doze anos criamos essa ...

12/08/2013

TRANSGÊNICOS - A solução? - Parte I

Por William Bunevich


Os transgênicos ou Organismos geneticamente modificados (OGM) já há muito tempo que ganharam espaço nas prateleiras dos supermercados e feiras. Mas quais os riscos reais que eles trazem para saúde humana? Os produtos com mais de 1% devem ser identificados com um “T” num triângulo com fundo em amarelo, mas a desinformação ainda é grande. Lembrando que até mesmo o produto vendido a granel, deve levar o rótulo ou nome de transgênico. Pesquisa realizada mostra como o consumidor está mal informado:






Os OGM's são seres vivos (planta, animal, bactéria entre outros) que tem sua genética alterada para se chegar a um melhoramento genético. Mudança genética essa que jamais ocorreria de forma natural.
Estima-se que a produção agrícola no Brasil com o cultivo do transgênico tenha ultrapassado mais da metade do total plantado no país (ano de 2013). O órgão responsável por aprovar os transgênicos e seus derivados, Comissão Técnica Nacional de Biossegurança – CTNBio instituido pela lei nº 8.974/95 deixa a cargo como órgão responsável. O IBAMA e a ANVISA questionaram, por exemplo, a liberação da variedade de milho resistente ao glufosinato de amônio.


Ativistas do greenpeace 




Até agora a lista é grande de OGM e seus derivados aprovados no Brasil. Dentre as plantas: milho e a soja são os mais comuns. Em breve será a cana-de-açúcar que é resistente a seca. A soja traz uma novidade: um herbicida glifosato (vendido no Brasil com o nome de Roundup). Para quem não sabe, a variedade de soja transgênica é cultivada para ser resistente a esse herbicida. Diferente da soja convencional que não suporta a aplicação do glifosato. Pra se ter uma ideia, a soja desenvolvida pela Monsanto só se torna viável com esse veneno super tóxico. Uma pergunta que fica: qual é a vantagem disso? E tem mais, as ervas daninhas já são tolerantes ao roundup. Assim como aconteceu com o milho no Paraná (estado com quase 90% de milho transgênico). A lagarta (praga da lavora do milho) se tornou um super praga. Exigindo cada vez doses mais fortes de agrotóxicos, aliás, essa variedade de milho foi criada para resistir ao ataque dessas lagarta  O milho transgênico, segundo pesquisas realizadas em laboratório, tem causado tumores em ratos. Que são alimentados com os mesmos. E uma outra pesquisa diz que o mesmo milho provocou uma redução na taxa de reprodução. Estes dentre outros problemas tem causado sempre grande repercussão!
Os transgênicos podem causar vários problemas de saúde e impactos ambientais. Afinal, qual são os benefícios desses alimentos do “futuro”? Sendo que são tão prejudiciais?




http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI164863-15259,00.html


William Bunevich, é estudante da oficina de teatro do grupo A Ordem do Caos e escreve quinzenalmente, as segundas-feiras, para o blog AODC Notícias.