Não deixe de conferir:

Temporada do espetáculo teatral "O Rouxinol e a Rosa"

O grupo teatral A Ordem do Caos convida você para assistir à temporada do espetáculo O Rouxinol e a Rosa, no CEU Caminho do Mar. Com ...

31/01/2014

Uma pitada de moda

                                                                                                          Por Lígia Mendes



A moda é muito antiga, havia uma concepção diferente da atual - pode considerar efetivamente o termo Moda apenas a partir da idade média. Em outros tempos nós, profissionais de moda, consideramos apenas indumentária.

Desde a época pré-histórica as pessoas se preocupavam com a aparência. Elas usavam vestimentas quentes como modo de proteção, mas também como status. Quanto mais chamativa e bonita fosse a pele usada pelo homem, por exemplo, significava que ele merecia respeito e era a autoridade do bando.

Ao passar dos anos, as simples vestimentas passaram a ser alvo de preocupação com a aparência, com a evolução artesanal de estampas, costuras, tinturas, além das referências para a criação da moda popular (a imitação com matérias-primas mais baratas do que as utilizadas pela classe dominante). Claro que as imitações não eram muito parecidas, mas deixavam a camada pobre se sentindo mais próximo e parecido com as classes ricas.

Além da conotação de status, as roupas também começaram a se distinguir nos modelos femininos e masculinos, o que até então eram praticamente iguais. As mulheres tinham as vestimentas mais justas (famosa forma x) e os homens mais estruturados (famosa forma T).

A atenção das mulheres se voltava também aos cabelos que quanto mais enfeitado e volumoso mais bonito era. Teve uma época que até os homens aderiram a essa vaidade juntamente com roupas com bordados e enfeites.



De alguns anos para cá, as roupas foram ficando mais simples, tanto para os homens quanto para as mulheres. Sendo as roupas masculinas sempre sóbrias e mudando apenas a modelagem ou alguns botões do blazer (como no caso das roupas sociais que eram usadas predominantemente).

Atualmente a moda se desenvolve em cortes, modelagens, roupas assimétricas e conceituais e sempre se renova com base no passado. Um dos itens mais importantes para entender a moda é saber todo o seu histórico. Assim, você reconhece o conceito e a tendência (que é outro assunto) além de ter várias inspirações. Esse foi o artigo relacionando um pequeno resumo do histórico da moda, há muitos marcos históricos que eu poderia escrever a tarde toda.

A moda abrange inúmeros assuntos além da roupa, que na próxima oportunidade escreverei para vocês.



Ligia Mendes é modelo, técnica em administração e  design de moda no SENAC, está cursando administração na Universidade Ítalo Brasileira e colabora com o AODC Notícias quinzenalmente às sextas-feiras, com matérias sobre moda e beleza.