Não deixe de conferir:

Temporada do espetáculo teatral "O Rouxinol e a Rosa"

O grupo teatral A Ordem do Caos convida você para assistir à temporada do espetáculo O Rouxinol e a Rosa, no CEU Caminho do Mar. Com ...

25/08/2013

Tudo se cria, copia ou intertextualiza?

Por Carol Zanola

A emblemática imagem do álbum dos Beatles
 - Abbey Road e o presente que fiz para uma amiga 
Pensar e fazer algo sem usar memórias ou referências é uma tarefa quase impossível, pois a todo o momento estamos recriando, seja nas artes, em um texto ou até mesmo no nosso modo de vida. Pensando assim, estamos sempre mesclando o velho e o novo, ou seja, intertextualizando.
Na forma como nos comunicamos sempre adaptamos tudo o que é dito, seja em uma gíria ou até mesmo para nos adequarmos a forma de se comunicar de outro alguém, de outra tribo, ambiente profissional, entre tantos outros modos.
Com o uso das redes sociais, a maioria das palavras é abreviada e às vezes até perde o real sentido para algumas faixas etárias.
Na Literatura, temos tipos diferenciados de intertextualidade, como a paródia, a citação, tradução e tantas outras maneiras de reciclar um conteúdo.
O Jogo do “Não Confunda” é uma forma simples para compreendermos essa ação:
  • Não confunda "bife à milanesa" com "bife ali na mesa";
  • Não confunda "conhaque de alcatrão" com "catraca de canhão";
  • Não confunda "força da opinião pública" com "opinião da força pública".
Em muitos fragmentos, conseguimos perceber em qual obra ou texto o autor se inspirou ou se apropriou. Na música, temos como grande exemplo a canção Monte Castelo, da banda Legião Urbana. A linda melodia e letra conseguiu demonstrar e disseminar a intenção do soneto de Camões e de trechos bíblicos, por meio de outra licença poética, a música.

Trecho da música “Monte Castelo” e Soneto 11 - Luis Vaz de Camões / Renato Russo
“Amor é um fogo que arde sem se ver”




Carol Zanola é assistente de arte. Tem formação superior em Produção Multimídia. Apaixonou-se logo cedo pelo cheirinho de jornais e revistas e nunca dispensa um belo café. Estudante da Oficina de Teatro 2013, do grupo A Ordem do Caos.