Não deixe de conferir:

12ª Mostra Cultural A Ordem do Caos - Programação

Pra quem estava ansioso, este ano a tradicional Mostra Cultural do grupo A Ordem do Caos ocorre no mês de agosto! Com atrações totalm...

07/09/2013

A culpa é sua

Por Carol Zanola

“As pessoas não compram produtos, mas sim significados” 
Roberto Verganti

Estudar quem realmente irá usufruir todas as inovações que estamos vendo é o principal argumento dos novos "criativos". O usuário é um fator de grande importância no momento da criação de algum produto.
Nem sempre o melhor designer é aquele que inventa algo, mas sim, aquele que adapta algo existente para novas necessidades, pois isso é colocar o usuário em primeiro lugar. É realmente humanizar um determinado produto.

Há todo o momento temos que pensar que o produto que está sendo desenvolvido tem que abranger determinado público, questionamento, necessidade ou até mesmo entreter quem está o utilizando. Com tanta competição neste mercado, cada passo do processo deve ser repensado, da pesquisa até o produto, passando por vários processos que só enriquecem a equipe e o produto final. Segundo o consultor em Design e Inovação, Érico Fileno "Eu adoro trabalhar com UX, pois gosto de ver meu trabalho fazer sentido na vida das pessoas. Eu me sinto realizado quando vejo as pessoas utilizando algo que ajudei a desenvolver. Talvez por isso, procuro me envolver em todas as fases dos projetos, desde a prospecção, passando pelo planejamento, pesquisas de campo, prototipação e indo até a entrega final do serviço. Fico contente também quando vejo que meu trabalho é reconhecido pelas empresas como algo estratégico, contribuindo para o crescimento do seu negócio."


O designer deve romper todas as barreiras impostas pela sociedade, mas sem se esquecer de seus valores culturais, sociais e éticos, pois assim agregará para o sua equipe, produto e para a nossa sociedade.

Participação de Érico Fileno no ISA (interaction south america)



Carol Zanola é assistente de arte. Tem formação superior em Produção Multimídia. Apaixonou-se logo cedo pelo cheirinho de jornais e revistas e nunca dispensa um belo café. Estudante da Oficina de Teatro 2013, do grupo A Ordem do Caos.