Não deixe de conferir:

12ª Mostra Cultural A Ordem do Caos - Programação

Pra quem estava ansioso, este ano a tradicional Mostra Cultural do grupo A Ordem do Caos ocorre no mês de agosto! Com atrações totalme...

15/11/2013

A Entrevista

Por Ingrid Menezes

Estamos em crise, é fato que esta faltando qualificação de profissionais para o mercado de trabalho, as empresas estão cada vez mais exigentes quando o assunto é contratar, tão exigentes que nem estão contratando.  É conheço pessoas que estão meses procurando oportunidade e nada, pessoas formada, focadas, interessadas e tudo mais. E eu cai neste buraco profundo do desemprego. Estou há algum tempo à procura de uma oportunidade na minha área, alias agora estou desesperada pois, daqui a pouco, vou  pedir pra a trabalhar no Mc Donalds . Bom, e nesta onda ruim, estou passando por vários processos seletivos dos quais consigo tirar varias pérolas.
Todos, ou pelo menos a maioria, quando se preparam para uma entrevista, seguem um passo a passo para tentar se sair bem diante do selecionador. A resposta é não. É incrível como existe pessoas que conseguem fazer de uma entrevista um verdadeiro circo, sim , circo. Eu no lugar dos selecionadores choraria de tanto rir de algumas respostas.
Como uma boa desempregada eu me candidato a algumas vagas e sou convocada para algumas entrevistas, e tem aquelas que o selecionador esta com preguiça e então ele faz aquela entrevista coletiva, sabe?!   Quando o candidato descobre que além de ter que falar bem de si para uma pessoa que vai estar avaliando, ele vai ter também que fazer bonito para umas 10 pessoas. É sacanagem com o cidadão, né? Mais enfim, são nessas entrevistas coletivas que podemos coletar as pérolas. Que vou dividir com vocês nos dias da minha coluna.

Estou eu em uma entrevista quando nos colocam na sala de reunião. Primeiro baque:  a entrevista coletiva. Ok, então tá! Vamos sorrir e nos fazer de superiores. Daí me chega a “MOCINHA DO  RH” (Só me tirem uma duvida, por que todo mundo chama os profissionais DE RECURSOS HUMANOS de “MOCINHA DO RH”? Juro, em meu ultimo emprego ninguém sabia meu nome, era “MOCINHA DO RH”. E nas empresas mais antigas quando eu não era do RH, eu chamava  as meninas de “MOCINHAS DO RH”) Bom, voltando ao causo. A “MOCINHA DO RH” chega e se apresenta toda simpática, sorridente, receptiva, tudo isso para deixar os candidatos a vontade, para que corra tudo bem na entrevista. Até aí tudo normal, quando “A MOCINHA DO RH” apresenta o gerente do departamento onde existe a vaga disponível,  e será ele que condicionará a entrevista. Alguém notou algo? Não né?  E quando eu revelo que o cara era português de Portugal com sotaque pesadamente de Portugal. Pera ai!  Ninguém me avisou que eu tinha que fazer um curso de português de Portugal para fazer a entrevista! Tá não é uma coisa incompreensível,  mas gente, ajuda! Temos que ser rápidos quando respondemos aos entrevistadores, mas até raciocinar o que o "portuga" perguntou leva um tempo a mais, e claro “A MOCINHA DO RH” se colocou de ao lado do português e não abriu mais a boca. Eu queria tanto ouvir o sotaque brasileiro dela. Superado os baques do começo da entrevistas, o português começa com as perguntas.  Começou pelo candidato da ponta com aquela coisa clichê, perguntando nome, a idade, experiência. Até aí tudo bem! Daí o "portuga" faz uma pergunta simples, “o que te atraiu nesta vaga?“ (juro que vejo esta cena em câmera lenta,) o candidato vira e responde: “os benefícios”. Hora de o português rebater (por que é este o trabalho dos selecionadores criarem barreiras e, claro, a do candidato é quebrar as barreiras) mas não, ele me responde “VR e VT”.  Gente, valorizem-se como profissionais, seja de qualquer área, vale-transporte e vale-refeição são o mínimo que a empresa deve oferecer aos seus colaboradores , busquem por plano de carreira, possibilidades de aprendizagem enfim, se mesmo assim isso não for mais importante inventem algo mais bonitinho para responder. O mercado de trabalho procura por profissionais com metas, objetivos profissionais,  e esta resposta pode ajudar ou no caso atrapalhar muito na avaliação.
Ingrid Menezes Formada em Gestão de Pessoas e atriz do Grupo A Ordem do Caos.