Não deixe de conferir:

Olha como vem: 12ª Mostra Cultural A Ordem do Caos abre inscrições

Demoramos mas estamos aqui, porque 2017 não poderia passar em branco sem a 12ª edição da nossa mostra cultural! Há doze anos criamos essa ...

27/09/2014

Humanidade

Por Beatriz Xavier



Corre o homem. Corre de quê? Corre do quê?
Corre o rato do gato, o gato do cão, o cão do homem e o homem da humanidade.

Em plena cidade as feras desfilam fardadas esquecendo-se, por um segundo, o fardo que os enfada. Mas essas são Feras, Feras que fogem, fogem de outras, e outras, e outras. Feras que vivem do falso discurso. Mal treinadas, produtos de uma produção de má qualidade fornecidos pelo estado. São feras, Besta Feras, não mais humanos.

Poderia dar todas as culpas às feras se essas não fugissem de outras, e outras, e outras e infinitamente outras, possuindo dessa forma o Medo.

O Medo que nos cega! Medo que faz com que no desespero e ausência de preparo encontremos a pior das soluções. Faz com que digamos as palavras mais duras e tomemos as ações mais irracionais.

Medo
Tormento do rato, do cão, do homem e da humanidade.






Imagem: http://memento.home.sapo.pt/pequenos/tn/goya-homem_carregando_fardo.jpg.html


Beatriz Xavier (Bia), 20 anos, é estudante de Licenciatura em Letras no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo. Desde os  doze anos de idade tinha certeza que seria escritora, hoje não possui mais tanta certeza, porém esse sonho ainda reina em seuu mundinho. Escreve quinzenalmente aos sábados crônicas para o AODC Notícias.