Não deixe de conferir:

Olha como vem: 12ª Mostra Cultural A Ordem do Caos abre inscrições

Demoramos mas estamos aqui, porque 2017 não poderia passar em branco sem a 12ª edição da nossa mostra cultural! Há doze anos criamos essa ...

13/10/2014

A TV nos anos 1990

Por Gi Olmedo

Ontem, 12 de outubro, foi comemorado o Dia das Crianças. Eu nasci em 1984 e, ainda nesse clima infantil, lembrei-me de diversos fatos que marcaram a década de 1990. Olha, bateu uma imensa saudade daquele tempo! Quem também é daquela época teve a oportunidade de passar pela transformação/evolução da tecnologia e deve se recordar que, além das deliciosas brincadeiras de rua, tarefas de casa e a rotina de ir à escola, muito do nosso tempo era gasto em frente à televisão. Ela foi companheira de várias crianças e referência de entretenimento e aprendizado para muitos de nós naquele período. 

Pensando sobre os programas infantis que fizeram história na década de 90, a TV Cultura foi, de longe, o canal mais assistido e o que mais marcou aquela geração. A Rede Globo e o SBT também apostaram muito na faixa etária, com apresentadoras como Xuxa e Angélica e desenhos animados em sua grade. Ainda, não há como não se lembrar da saudosa TV Manchete, que trouxe para o país a cultura dos desenhos japoneses, os chamados animes, que tinham programas próprios e chegaram a ocupar toda a programação das tardes da emissora. 

Separei alguns desses programas que, com certeza, jamais sairão da mente dos adultos que eram crianças naquela época. Curta a nostalgia e divirta-se!

Rá-Tim-Bum

O primeiro desta lista é o que mais me marcou no começo da minha idade escolar: o Rá-Tim-Bum possuía personagens como o detetive atrapalhado Máscara, o Professor Tibúrcio, a cobra Ssssssilvia e a pequena Nina, que por meio do lúdico traziam noções das matérias básicas do ensino fundamental, além de reforçarem assuntos como higiene, ecologia e cidadania. O programa teve 192 episódios e foi produzido entre 1990 e 1992, sendo reprisado por muitos anos pela Tv Cultura


Mundo da Lua

O imaginário infantil na TV. Por meio desta premissa, milhares de crianças se identificaram com Lucas Silva e Silva, um garoto de dez anos interpretado por Luciano Amaral. O menino foi presenteado pelo avô com um gravador e, conforme ia passando por problemas típicos de sua idade, decidiu fazer do regalo um diário de bordo, no qual criava e narrava histórias em cima das situações vivenciadas com sua família e amigos. "Alô, alô, Planeta Terra Chamando", era o bordão com que sempre iniciava suas gravações. A série também contava com grandes nomes da TV, como Antonio Fagundes e Gianfrancesco Guarnieri.
O programa foi produzido entre 1991 e 1993, também tendo sido reprisado por vários anos. Ainda hoje é possível revê-lo no canal por assinatura TV Rá Tim Bum, em diversos horários.


Castelo Rá-Tim-Bum

As aventuras de Nino, um menino feiticeiro de 300 anos, e seus amigos Pedro, Zeca e Biba divertiram crianças e adolescentes entre 1994 e 1997 na tela da TV Cultura. A série foi de uma importância tão grande para a época devido às suas histórias, cenários e personagens que, hoje, comemorando 20 anos de sua primeira exibição, conta com uma exposição no Museu da Imagem e do Som, em São Paulo, superlotando o local tamanha a quantidade de fãs do programa. Sobre o Castelo, seu enredo e personagens, confira um pouco mais neste post da Jaq Latine, aqui mesmo no AODC Notícias.


TV Colosso

Essa é pra "garotada" que estudava à tarde e acordava cedo só pra ver aquela turminha de bonecos caracterizados como cães que administrava uma emissora, a TV Colosso. Priscila, Gilmar, Capachão e tantos outros cães faziam da manhã muito mais alegre com suas trapalhadas e diversos desenhos animados. O programa infantil durou de 1993 a 1997 e foi exibido pela Rede Globo


Glub Glub

Lembro que eu ficava fascinada e tentava entender como aqueles humanos se fantasiavam de peixe e iam pro mar gravar o programa, hahahahaha! Carlos Moreno e Gisela Arantes davam vida aos peixes Glub e Glub, que encontraram uma televisão no fundo do oceano transmitindo desenhos super educativos, sendo inspirados a dar dicas e lições de moral importantíssimas para a formação dos seus pequenos espectadores. Anos mais tarde, a carangueja Carol (Andréa Pozzi) também se juntou à dupla. A TV Cultura levou o programa ao ar de 1991 a 1999.


Disney Cruj

"Cruj, Cruj, Cruj, Tchau!!"
Durante a semana, sempre ao final da tarde, entrava no ar a turma de Caju, Macaco, Chiclé, Maluca, Pipoca e Rico. Disney CRUJ foi produzido pela Disney em parceria com o SBT, de 1997 a 2003, tendo passado por diversas reformulações neste período, inclusive com mudança de nome. Foi um dos principais programas infantis do final da década de 90. Seu enredo mostrava uma tv “ilegal” transmitida por crianças, os chamados ultra-jovens, que falavam sobre suas aventuras e apresentavam desenhos animados da própria Disney. Acabou saindo do ar devido às diversas reformulações da grade do canal de Silvio Santos.


Animes da TV Manchete

No final da década de 80 a TV Manchete trouxe os heróis japoneses para o ocidente, nas figuras de Jaspion e Changerman, entre outros. Nos anos 1990, a emissora dedicou horas e mais horas de sua programação vespertina com a então febre oriental: os animes. Yuyu Hakusho, Cavaleiros do Zodíaco, Shurato, Sailor Moon e Samurai Warriors foram os precursores do estilo no país, ajudando a formar inúmeros fãs de anime pelo Brasil. O desenho japonês até hoje é paixão de vários adultos que eram pequeninos naquela época, ultrapassando as barreiras de idade e fazendo aficcionados pelo todo mundo.


Gi Olmedo é jornalista e atua na área editorial, como revisora e preparadora de textos. Ela escreve para o blog AODC Notícias quinzenalmente, sempre às segundas-feiras.