Não deixe de conferir:

Temporada do espetáculo teatral "O Rouxinol e a Rosa"

O grupo teatral A Ordem do Caos convida você para assistir à temporada do espetáculo O Rouxinol e a Rosa, no CEU Caminho do Mar. Com ...

22/06/2013

Mas afinal surdo é mudo?

Por Jéssica Eliana

            O conceito surdo-mudo surge na antiguidade onde o pensamento se concretizava por meio da fala, excluindo assim os surdos da sociedade, religião e direitos legais, em Roma, por exemplo, havia o sacrifício das pessoas que nasciam com algum tipo de deficiência.
No século XVI, surgem os primeiros educadores de surdos. O monge Pedro Ponce de León foi um importante educador e fundador da primeira escola de professores para surdos.
Na metade do século XVIII surge a linguagem de sinais tendo como seu principal precursor pelo abade francês Michel de L'Epée, como forma de alfabetização às crianças surdas. Em 1755 o abade cria a primeira escola para surdos, ensinando o alfabeto com gestos, descrevendo letra por letra. Esse método foi, então, aperfeiçoado ao longo dos séculos em vários países.
 A educação dos surdos no Brasil se inicia com a criação do Instituto de Surdos-Mudos, hoje chamado de Instituto Nacional de Educação de surdos (I.N.E.S.). Fundado em 26 de setembro de 1857, pelo professor surdo francês Ernest Huet, trazendo ao Brasil a linguagem de sinais. Hoje a LIBRAS é reconhecida de forma legal como a segunda língua do nosso país, Lei Nº10436.
Em 1966, o médico americano Orin Cornett, une a utilização dos sinais com a leitura labial. Hoje, cada país tem sua própria linguagem de sinais para surdos. Em 2008 a lei nº 9394/96, estabelece as diretrizes e bases da educação nacional procurando trazer a garantia de entendimento educacional.

Muitos surdos atualmente fazem parte de movimentos artísticos, trabalham em grandes museus e representam uma grande influência nos movimentos artísticos, havendo surdos atores e até músicos.

Algumas pessoas ainda pensam que surdez é sinônimo de mudez, no entanto a mudez é outro tipo de deficiência. Segundo Zuleide Fátima Fernandes Rodrigues, graduada em Ciências Sociais, Especialista em Sociologia e Educação Especial, “Para a comunidade surda, o deficiente auditivo é aquele que não participa de Associações e não sabe Libras, a Língua de sinais. O surdo é o alfabetizado e tem a Libras (Língua Brasileira de Sinais), como sua língua materna”.

Jéssica Eliana - Estudante de Publicidade e Propaganda - Atriz em A Ordem do Caos.

Referências: