quinta-feira, 19 de maio de 2011

Filme: Volver

Por Eduardo Andolini





Fala galera, belezinha? Antes da minha dica de todas as quintas-feiras, gostaria de falar sobre um filme que está vindo por aí. Amanhã, dia 20 de maio, estreia "Piratas do Caribe - Navegando em Águas Misteriosas", um filme muito aguardado que tráz um enredo totalmente novo à série. O elenco também conta com inovações como, por exemplo, o guitarrista Keith Richards, que viverá Capitão Teague. Outra novidade é uma das minhas atrizes favoritas, Penélope Cruz, que interpretará Angélica.

Infelizmente, Penélope Cruz é mais conhecida com os filmes de Hollywood em que quase sempre faz papeis secundários e estereotipados. Porém, a dica de hoje é justamente de um filme brilhantemente estrelado por ela.
É quase regra que os grandes diretores tenham seus favoritos e suas musas, e o espanhol Pedro Almodóvar sempre deixou bem clara a admiração por sua compatriota. Penélope estrelou muitos filmes do diretor e, de todos eles, o meu favorito é Volver
Almodóvar produz filmes em que você sente todas as emoções de uma vez só: em menos de duas horas você fica angustiado, ri, chora, se irrita e, o principal: você se surpreende! A linguagem do diretor é bem simples e clara, mesmo trazendo coisas que sempre ficam entre o absurdo e o cotidiano, entre o provável e o impossível.
Falando de Volver, trata-se da história de Raimunda (Penélope Cruz), mãe que tem um marido desempregado e uma filha adolescente. Ela se vira como pode para sustentar a família. Sua irmã mais velha, Sole, vivida por Lola Dueñas, é a dona de um salão de cabeleireiro e vive sozinha desde que seu marido foi embora com uma de suas clientes.
Certo dia, Sole liga à irmã para comunicar a morte de sua tia Paula, apegadíssima à personagem de Penélope. Entretanto, Raimunda não pode comparecer ao enterro: antes de receber tal noticia, ela encontra seu marido morto na cozinha, com uma faca no peito. A filha, então, confessa ter matado o pai. A protagonista começa a buscar meios de se livrar do corpo sem levantar suspeitas sobre ela ou a filha, enquanto que Sole viaja sozinha até uma aldeia para o funeral da tia.
Vamos então todos ver Piratas do Caribe 4, pois deve ser um grande filme sim! Mas procure Volver: que eu garanto que será um filme pra colocar entre seus favoritos.
See U!


*Eduardo Andolini é professor de educação física e língua inglesa e escreve sobre cinema para o AODC Notícias todas as quintas-feiras.

Temporada 2011 - O Rouxinol e a Rosa

Prepare-se para se emocionar!







Em junho, no Centro Cultural Jabaquara.

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Angra: som nosso lá fora

Por Daiana Gomes




A banda brasileira Angra, após o retorno do baterista Ricardo Confessori  - que havia deixado o grupo em 1999, tem feito muito sucesso com o seu mais recente álbum, Aqua. Isso rendeu para aos rapazes uma série de shows e turnês pelo mundo afora.

A visita pela Europa gerou bons frutos para os meninos. Um dos principais veículos voltados para o heavy mettal na Itália, a revista Rock Hard, deu um grande destaque para o disco, lançado no segundo semestre de 2010. Confira aqui o clipe de um dos destaques do CD, Lease of Life.

RIM lança tablet nos EUA e Canadá




A Research in Motion (RIM), produtora dos celulares BlackBerry, em batalha para conquistar usuários do iPad, da Apple, lançou no último mês seu aguardado tablet nas lojas dos Estados Unidos e Canadá. O novo equipamento, batizado de Playbook, sem data prevista para chegar ao Brasil, tem versões com capacidade igual ao do iPad, com 16, 32 e 64 gigabytes de memória.



O lançamento do PlayBook, porém, não contou com críticas positivas; o tablet só permite acesso à internet por rede WiFi e não conta com os aplicativos de email e agenda que são a marca registrada da RIM. O aparelho precisa estar ligado a um BlackBerry para acessar esses serviços. Cerca de 20 mil lojas nos EUA e Canadá já colocaram o aparelho à venda e o dispositivo também será vendido diretamente a empresas.


Imagem:www.businessinsider.com


**Luciano Testa é jornalista e escreve sobre Tecnologia para o AODC Notícias todas as quartas-feiras

terça-feira, 17 de maio de 2011

Dorme Ruazinha... é tudo escuro!

Por Tallison Oliveira


Dorme ruazinha… É tudo escuro…

E os meus passos, quem é que pode ouvi-los?

Dorme teu sono sossegado e puro,

Com teus lampiões, com teus jardins tranqüilos…

Dorme… Não há ladrões, eu te asseguro…

Nem guardas para acaso perseguí-los…

Na noite alta, como sobre um muro,

As estrelinhas cantam como grilos…

O vento está dormindo na calçada,

O vento enovelou-se como um cão…

Dorme, ruazinha… Não há nada…

Só os meus passos… Mas tão leves são,

Que até parecem, pela madrugada,

Os da minha futura assombração…


(Mário Quintana)


Este poema é emoção pura... Mário Quintana consegue passar sensibilidade para uma simples rua onde pisamos todos os dias e que, para muitos, não é nada. Porém, ele a chama carinhosamente de "ruazinha" e a coloca para dormir como se fosse um bebê.
Só este senso de emoção e sensibilidade de um grande escritor como Quintana para retratar uma coisa que, aparentemente, é tão insignificante mas, visto com um olhar mais profundo, nos faz observar o mundo com mais atenção, detalhe por detalhe.


domingo, 15 de maio de 2011

Qual o valor da palavra?


Por Lítcia Orellana

  Tive, recentemente, na universidade onde curso artes cênicas, a semana de comunicação e artes. Não pude sair um dia de lá sem diversas questões a se pensar. Porém, gostaria de saber se existe resposta plausível para a seguinte pergunta: se em tempos que a palavra não vale nada, para quê usá-la? Inicialmente, parece uma indagação absurda mas, parando pra pensar, é a nossa realidade. Utilizando um fato atual, e que foi citado por um dos meus professores, vamos refletir sobre a pergunta que o mundo todo fez sobre a morte do terrorista Osama Bin Laden. É aí que entra nosso tema.

 Por que a palavra do homem não vale mais como antigamente? Por que precisamos ver uma foto para que digamos se foi real ou não? Nesse caso, pode até ser jogada de marketing, mas coloquemos isso nos dias de hoje, onde entra o famoso dito popular “só acredito vendo”. É ai que percebemos a desvalorização da do que se diz, como um todo. Para quem trabalha com a arte, fica aí uma dúvida a ser respondida, pois um dos mais ricos elementos de nossas produções é o texto. 


Imagem: http://tinyurl.com/3ap5j7y

sexta-feira, 13 de maio de 2011

"O Mundo Mágico de Escher" em São Paulo


As obras de um dos artistas mais conhecidos pelos seus trabalhos com ilusões, proporções e perspectivas chegou a São Paulo no dia 19 de abril. O holandês Maurits Cornelis Escher, tem suas 95 artes reunidas nesta que é a segunda maior exposição do local, em comemoração aos 10 anos do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB-SP):  O Mundo Mágico de Escher.





O público tem a chance de interagir em algumas das obras, como a sala de perspectiva e outras imagens em 3D, numa exposição quase toda interativa, permitindo ao público conhecer e  compreender os processos criativos do artista, além de observar a percepção de mundo aos olhos  de Escher.


Alguns traços, como xilogravuras em preto e branco, estão muito presentes no quebra-cabeça gigante ou na Sala do Periscópio, que é uma espécie de poço infinito, além das fabulosas obras em escadas e espelhos. Na Sala do Impossível, o visitante tem uma janela mostrando tudo normal, em ordem, enquanto em outra os objetos flutuam desordenadamente. Tudo isso em uma mostra muito bem elaborada, em um espaço aconchegante que é o CCBB-SP.



As obras do gravurista estão em exposição até o dia até 17 de julho, de terça a domingo, das 9h às 20h, com classificação livre.
O CCBB-SP fica na rua Álvares Penteado, 112, centro, próximo às estações Sé e São Bento do Metrô.

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Dica de filme: Sonho de Cassandra

Por Eduardo Andolini



Vamos sair um pouco do trivial? Uma boa dica de filme é Sonho de Cassandra, de Woody Allen: sabendo disso, podemos esperar tudo! E, realmente, tudo é o que você encontra nesse drama familiar, com atuações espetaculares dos protagonistas Ian, interpretado por Ewan McGregor, e Terry (Colin Farrell). Pra mim, é o melhor trabalho de Farrell. Como sou muito fã do Ewan McGregor, achei sua atuação igualmente impecável.

O filme conta a historia de dois irmãos com planos de vida bem diferentes, que compram um barco para se divertirem juntos. Tudo vai bem, até a vida os levar a um dilema moral muito grande, que envolve família, dinheiro e assassinato.

Peculiar das obras de Allen, o absurdo e o genial estão bem próximos. Portanto, nem tente adivinhar o final.

Sinopse:
Ian (Ewan McGregor) e Terry (Colin Farrell) são irmãos que decidem comprar o barco "Cassandra's Dream", apesar dos problemas financeiros que ambos atravessam. Terry trabalha em uma oficina, mas é viciado no jogo e sempre está às voltas com novas dívidas. Já Ian trabalha no restaurante do pai (John Benfield), mas sonha em largar o negócio para alçar vôos mais altos. Ambos moram com os pais, com a família sendo auxiliada financeiramente pelo tio Howard (Tom Wilkinson). Um dia Howard aparece para uma visita, o que anima Ian e Terry. Eles pretendem pedir dinheiro ao tio, para que possam realizar os sonhos que têm para suas vidas. Howard aceita ajudá-los, mas o que exige em troca muda para sempre a vida dos irmãos.
Título original: Cassandra's Dream
Gênero: Drama
Ano de lançamento: 2007
Direção: Woody Allen
Roteiro: Woody Allen
Elenco: Ewan McGregor, Colin Farrell, John Benfield, Clare Higgins, Ashley Madekwe.



*Eduardo Andolini é professor de Educação Física e de Inglês, e todas as quintas-feiras escreve sobre cinema para o AODC Notícias

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Acer lança tablet para concorrer com iPad


A fabricante lançou o Iconia Tab A500 no último dia 28 de abril, nos Estados Unidos. O dispositivo, sem data prevista para chegar ao Brasil, conta com tela touchscreen de 10,1’’ com resolução de 1280x800p, uma porta HDMI e duas câmeras, e será vendido por US$ 450. Não existe nenhuma previsão de chegada em outros países.




O tablet da Acer tem ainda conectividade via Wi-Fi, processador Nvidia Tegra 2 Dual-Core, 1Gb de memória RAM, 16Gb de memória flash, além de rodar o Android 3.0 (honeycomb) e autonomia de oito horas de uso. A câmera de 5.1 megapixels na parte de trás é destinada para fotos e vídeos, e a outra de 2 megapixels frontal é específica para videochamadas. Para quem curte novas tecnologias, é uma boa pedida. Basta preparar o bolso e aguardar a chegada no Brasil.


*Luciano Testa é jornalista e escreve sobre tecnologia para o AODC Notícias todas as quartas-feiras.

Imagem:http://tinyurl.com/663s3ln

terça-feira, 10 de maio de 2011

Instituto Querô

Por Léo Garcez


 Evolução, princípio primordial para ser bem sucedido. Falar em evolução é falar nas "Oficinas Querô" que hoje, devido a ampliação de seus projetos, é chamado de Instituto Querô. Trata-se de uma organização que utiliza o ensino das técnicas audiovisuais para estimular talentos, promover a inclusão cultural e capacitar jovens para que sejam inseridos neste mercado de trabalho.



A instituição começou em 2004, com a pesquisa do cineasta Carlos Cortez para o elenco de seu filme. Anos mais tarde, meio que por acaso, tornou-se responsável pelo futuro de diversos adolescentes de São Paulo. Isso desembocou no surgimento das oficinas de produção audiovisual.

Baseado em inovação, vontade, dedicação, talento e acima de tudo, em sonhos, o projeto hoje é um sucesso. Entretanto, nada acontece sem esforço e a vontade de querer realmente algo.

O site está de parabéns, e eu faço parte dessa equipe. O Instituto Querô completa sete anos de história buscando realizar sonhos, pois a possibilidade de realizar um sonho é o que faz que a vida seja interessante.


           Confira um pouco do trabalho da organização, o curta-metragem Maria Capacete, ganhador de 5 prêmios em festivais de cinema:


domingo, 8 de maio de 2011

Bullying - Conscientize-se!

             Por Daniel da Silva






         Desde os tempos tribais, o homem tem a necessidade de classificar, separar, nivelar e ordenar o mundo que o cerca à sua imagem.
          Infelizmente, um dos resultados que temos hoje é a repressão por grupos de pessoas contra um individuo, que, por não se enquadrar no estereótipo, é humilhado, excluído e por muitas vezes sofre atentados violentos contra a sua vida.

          Os traumas que ficam são quase irreversíveis. Sem tratamento adequado, constroem um ser humano de personalidade distorcida, revoltado e, na maioria das vezes, depressivo.

        A palavra bullying é derivada do verbo inglês bully, que significa "usar a superioridade física para intimidar alguém". Também remete à “valentão” ou “tirano”. Como verbo ou como adjetivo, a terminologia bullying tem sido adotada em vários países como termo para explicar todo tipo de comportamento agressivo, cruel, intencional e repetitivo inerente às relações interpessoais. As vítimas são indivíduos considerados fracos e frágeis, transformados em objeto de "diversão" e "prazer" por meio de “brincadeiras” maldosas e intimidadoras.



             Existem outros tipos de bullying, tais como:


Cyber bullying - é a mesma repressão, humilhação e exclusão, mas realizada no ambiente virtual, por meio de redes sociais. Os praticantes do cyber bullying tentam, de todas as formas, destruir a imagem social da vitima na web. 




Mobbing -  trata-se do bullying no ambiente de trabalho. Caracteriza-se por ser uma conduta abusiva, de natureza psicológica, que atenta repetidamente e expõe o trabalhador a situações humilhantes e constrangedoras, capazes de causar ofensa à personalidade, dignidade ou à integridade moral e psíquica, além de ter como essencial efeito excluir o empregado na empresa ou deteriorar o ambiente de trabalho, durante a jornada.





        Percebe-se que velhos conceitos e fórmulas de educar crianças, jovens e adultos estão defasados, pois vivemos num tempo em que os valores têm se degradado. Correndo para o futuro e aprendendo com os equívocos do passado é que teremos uma evolução interpessoal.


quarta-feira, 4 de maio de 2011

Grande perda para o teatro nacional

Por Eduardo Andolini



Renato José Pécora, ou José Renato, como queiram, simplesmente idealizou o Teatro de Arena de São Paulo, responsável pela montagem de "Eles Não Usam Black-Tie" que, de certa forma, mudou a história do teatro brasileiro nos anos 50.

Em 2010, após aproximadamente 40 anos dirigindo e produzindo espetáculos, José Renato voltou aos palcos com "Doze Homens e uma Sentença", que estreou no Centro Cultural Banco do Brasil e iniciou uma turnê de grande sucesso.

O ator faleceu na madrugada do último 2 de maio, aos 85 anos, ao passar mal quando embarcava para continuar sua turnê e logo após sua derradeira apresentação no Teatro Imprensa. Talvez imaginava que seria assim: José Renato nos deixou, recebendo os aplausos que sempre mereceu, ao dedicar até o ultimo dia de sua vida à sua paixão, o teatro.

Imagem: http://tinyurl.com/3uyy2lw

domingo, 1 de maio de 2011

17 anos sem o herói

   Imagem: streetsampa.com.br

            Hoje, 1º de maio, é uma data triste para os brasileiros. Neste mesmo dia, em 1994, o Brasil e o mundo perdiam Ayrton Senna da Silva. Tricampeão mundial de Fórmula 1 em 1988, 1990 e 1991, disputou 161 Grandes Prêmios, conquistou 65 pole-positions e venceu 41 vezes na categoria. Senna se eternizou nos corações dos brasileiros pela sua simplicidade, garra, determinação e vontade de vencer.

           Infelizmente, Senna teve sua carreira interrompida tragicamente no GP de San Marino, em Ímola. Na sétima volta, devido à quebra da coluna de direção, sua Williams passou reto na curva Tamburello e chocou-se violentamente contra o muro de concreto. O impacto fez com que a roda e um pedaço da suspensão acertassem a cabeça do piloto, atingindo-o na fronte. A fatalidade não se limitou apenas ao território nacional: a morte de Senna foi sentida nos quatro cantos do mundo.

          Uma das maiores contribuições de Ayrton para o esporte foi a melhoria da segurança na Fórmula 1 após sua morte. Desde então, nenhuma fatalidade voltou a acontecer na categoria.

          Senna sempre foi bastante preocupado com as crianças pobres e, em 1994, ele anunciou que tinha a intenção de fazer alguma coisa por elas. Morreu antes de implementar essas idéias. Sua família, então, criou o Instituto Ayrton Senna em sua memória, para ajudar os pequenos brasileiros, muitos deles fãs de seu legado.

          Hoje é um dia para lembrarmos com carinho dos feitos deste ídolo mundial. Nosso herói, Ayrton Senna.

         "Se você quer ser bem sucedido tem que ter dedicação total, buscar o seu último limite e dar o melhor de si mesmo." (Ayrton Senna da Silva)